Gazeta de Riomafra - Mafra/SC

DADOS CADASTRAIS

Razão Social: Emp. Jorn. Gazeta de Riomafra Ltda - ME

CNPJ: 73.778.334/0001-64

Endereço

Rua Marechal Floriano Peixoto 1712 , Centro
Mafra - SC - Brasil
89300-000

DADOS TÉCNICOS

Periodicidade: bissemanal

Tiragem: 6000

Fechamento: ter/qui

Circulação: qua/sab

Largura da mancha: 26,00 cm

Altura da mancha: 33,70 cm

Nº de Colunas: 6


HISTÓRICO E EVOLUÇÃO

A Gazeta de Riomafra, inicialmente era de propriedade da Gráfica Editora Riomafrense Ltda, na época situada no prédio do Senhor Napoleão Dequech (em frente ao Clube Zeppelin), em 1993 constituiu-se com razão social própria tornando-se independente da Gráfica, passando a se chamar: Empresa Jornalística Gazeta de Riomafra Ltda.
Em 15 de outubro de 1981 nascia o Jornal Gazeta de Rio Negro, o segundo empreendimento da família, que já possuía a Gráfica Editora Riomafrense, que por sua vez já editava a Gazeta de Itaiópolis, fundada quatro anos antes.
As cidades irmãs estavam crescendo e necessitavam mais um órgão de imprensa. Atento àquela demanda, com apoio inicial e de fundamental importância da população e líderes políticos, como os prefeitos da época José Müller e Alceu Antônio Swarowski, de Rio Negro, o empresário Paulo José de Souza Filho teve a iniciativa de criar o Jornal Gazeta de Rio Negro, que depois tornou-se Gazeta de Riomafra.
“Seu Paulo” já tinha trabalhado como tipógrafo em outros grandes jornais do estado, sendo inclusive, um dos primeiros entregadores de jornal da Notícia de Joinville e como já possuía gráfica e maquinário, entrava para história de Riomafra ao criar o primeiro e único jornal totalmente feito aqui, que mais tarde se tornaria o jornal de maior circulação, e também por despontar entre os primeiros da região em possuir aquele maquinário.
Em 1986 foi realizado o primeiro teste com duas cores, algo inédito para a época, em 1993 algumas páginas do jornal já saiam totalmente coloridas, fazendo também a impressão de jornais da região. A Gazeta de Riomafra se tornava então um dos primeiros jornais do estado a ser impresso a cores, produzido totalmente aqui em Riomafra, em gráfica própria.
Buscando sempre a excelência na impressão e nos layouts foi adquirida uma impressora laser de última geração e foi a primeira gráfica no norte de Santa Catarina e sul do Paraná a adquirir em 2004 um impressora off set bicolor e uma dobradeira de papel, marca Baumhak.
Aproveitando a qualidade e rapidez que a off set bicolor permitia, a empresa resolveu investir na área de pré-impressão e na produção de fotolitos, o que aumentaria ainda mais a qualidade dos impressos coloridos e PB dos jornais produzidos pelo grupo, assim adquiriram em 2006 uma Imagesseter, americana de alta definição para fabricação dos fotolitos e uma processadora de filmes Mark III, fabricação asiática, responsável pela revelação dos fotolitos produzidos. Estas duas máquinas possibilitaram um avanço em se tratando de pré-impressão, agilizando o trabalho na gráfica e principalmente elevando-a a categoria de boreau (birô) gráfico, sendo a pioneira na região e possuir uma imagesseter com 56 cm de boca.
Prosseguindo nos investimentos para uma melhora contínua da qualidade dos produtos, a Gráfica adquiriu recentemente uma gravadora de chapas para máquina off set, com tecnologia de luz verde a gravadora dá mais propriedade às chapas, que consequentemente aumenta também a qualidade das páginas que chegam até os leitores.
Buscando sempre a superação na qualidade a Gráfica Editora Riomafrense espera fazer circular um capital cada vez maior nas cidades, reafirmando o seu compromisso de ser uma empresa que investe no crescimento dos municípios.
Partindo dessa premissa a captação de matérias, diagramação, pré-impressão, impressão, acabamento e distribuição da Gazeta é feita por pessoas daqui, com famílias e vínculos afetivos com as duas cidades.
Renato Murilo de Souza, gerente da Gazeta parabeniza toda equipe que contribuiu com os 31 anos de existência do jornal! “São 31 anos contando a história de Riomafra, nestes anos todos, foram muitas as conquistas em favor do povo que saíram aqui das páginas da Gazeta de Riomafra. E temos ainda muita história para contar”.
Em meio a muitas dificuldades, planos econômicos, inflação, recessão a qual o país passou, sobrevivemos e continuamos firmes na missão de bem informar o povo riomafrense.
Renato faz questão de frisar que a Gazeta é o único jornal 100% riomafrense, ou seja, o único jornal totalmente produzido em Riomafra, deixando por aqui a maior parte dos recursos captados, pois a pré-impressão e a impressão é a parte mais onerosa e técnica de um jornal. E no caso da Gazeta, isto tudo fica aqui em Riomafra, (gráfica própria), gerando mais empregos, rendas e impostos que são investidos cada dia mais em nossas cidades.
“Fazer um jornal nos dias de hoje, não é tarefa difícil, agora fazer um jornal totalmente produzido e impresso em gráfica própria, há 31 anos, é algo para poucos, um desafio muito grande, principalmente nos dias de hoje, onde todos os outros concorrentes são impressos fora, em gráficas de grande porte, onde o custo da pré-impressão e impressão é bem menor, devido a grande demanda que estas gráficas possuem. Não há dúvidas, manter uma empresa jornalística em nossas cidades, com propósito de gerar empregos e renda é acreditar 100% nos riomafrenses”! Portanto, há 31 anos, incontestavelmente a Gazeta é o único jornal genuinamente riomafrense, ainda em circulação! Por isso podemos dizer com toda a propriedade: “somos o único jornal 100% riomafrense!
Já na área editorial, Renato diz que a “Gazetinha” sempre foi e sempre será um jornal combativo, isento e voltado às causas do povo riomafrense!
“A Gazeta é um jornal popular, porque é do povo, interagimos com ele, damos espaço a todos que nos procuram, estamos sempre abraçando as causas da nossa sociedade, por isto não temos medo de criticar, cobrar e dar opiniões, pois entendemos que o nosso verdadeiro papel é este, formar opiniões, discutir ideias, cobrar ações, para que nossas cidades cresçam e prosperem e tenhamos uma sociedade mais justa e participativa visando o bem comum de todos os riomafrenses.
Chegar aos trinta anos com credibilidade e tantos feitos a celebrar, é motivo de júbilo para o patriarca da família Gazeta, “Seu Paulo”, sua esposa Erna, filhos, noras, netos e tantos funcionários e colaboradores, bem como anunciantes, entidades públicas e privadas que se utilizam deste renomado órgão de imprensa, como eficaz meio de comunicação dos interesses dos cidadãos.

PÚBLICO ABRANGIDO

Todas as camadas da sociedade pessoa física e jurídica, com distribuição através de assinaturas, venda em bancas e venda terceirizada com vendedores externos.

DESTAQUES E RECONHECIMENTOS

Prêmio Max Lider de 2012: Jornal Impresso de maior circulação, Jornal Impresso mais lido, Jornal 100% riomafrense (com gráfica própria)

Sede em Mafra - SC

52.912 habitantes

Região Norte

SDR de Mafra

O jornal circula também Rio Negro (PR).



Outras cidades de circulação: Rio Negro (PR).

Abrangendo 52.912 habitantes

Edição: 3221

TABELA DE PREÇOS

Noticiário (cm/col)
1ª Página R$ 189,64
ALESC R$ 68,10
Varejo/Indústrias/Serviços e Indeterminado R$ 53,20
Publicações Legais e Matéria Legal - Classificados R$ 36,96
Governo Federal/Ministérios/Bancos Públicos e Matéria Legal Indeterminado R$ 53,20
Anúncios em policromia acrescer 35% (sob consulta)
Classificados (cm/col)
destacado R$ 22,00
Titulado R$ 17,60
Encartes (milheiro)
Lâmina R$ 396,00