Tribuna da Fronteira - Mafra/SC

DADOS CADASTRAIS

Razão Social: Tribuna da Fronteira Publicações Eireli - ME

CNPJ: 83.742.536/0001-00

Endereço

Rua Gabriel Dequech 220 Caixa Postal 66, centro
Mafra - SC - Brasil
89300-000

DADOS TÉCNICOS

Periodicidade: semanal

Tiragem: 2800

Fechamento: sexta-feira

Circulação: sábado

Largura da mancha: 29,70 cm

Altura da mancha: 53,20 cm

Nº de Colunas: 6


HISTÓRICO E EVOLUÇÃO

trajetória do Jornal Tribuna da Fronteira iniciou em 20 de novembro de 1960, data de sua fundação. Primeiramente, seus idealizadores, professores Antônio Dias e Nivaldo Lang passaram algum tempo para escolher o nome do jornal. Escolheu-se o nome de Tribuna para ser realmente a tribuna da comunidade, a fim de trazer ao povo e aos municípios irmãos (Mafra e Rio Negro), um novo segmento para defender seus interesses. Fronteira, por estar situada na fronteira de dois Estados, Mafra-SC e Rio Negro-PR, daí o nome Tribuna da Fronteira.
O jornal surgiu da necessidade das duas cidades em contar com a mídia impressa, sendo que existia apenas a Rádio Rio Negro. Na época circulava o Noticiário, mas havia a necessidade de mais um jornal com um ideal mais abrangente, mais dinâmico, com novo formato e nova linha editorial. Seu primeiro número circulou na manhã de 20 de novembro de 1960, com sua redação e oficina funcionando na rua Frederico Heyse, hoje avenida, próximo ao Ginásio Barão de Antonina. A edificação existe até hoje, ao lado da loja de motos Yamaha. Formou-se dali em diante um novo conceito de jornal e imprensa, defendendo os direitos de Mafra e Rio Negro. Riomafra, união dos nomes formalizada na época por Edevardes João Sartori.

PÚBLICO ABRANGIDO



Ao final da década de 70, Antônio Dias voltou ao jornal, sendo seu diretor até o início da década de 90, quando vendeu o jornal para os sócios J. Sartori e Izabel de Fátima Blonkowski. Em 1998, desfez-se a sociedade e hoje o jornal é de propriedade da Família Sartori.
O jornal, neste ano completando 54 anos de circulação ininterruptos, historiou uma grande parte da existência dos municípios de Mafra e Rio Negro e região, sendo responsável por uma parcela de seu desenvolvimento, sempre procurando posicionar-se como meio de informação confiável, conservador e democrático, ao longo do tempo, seguindo esta filosofia de trabalho
Perfil do leitor: Tendo em vista que 80 % da nossa tiragem, destinando-se aos habitantes do centro da cidade e bairros, conclui-se que atinge a todas as classes sociais, em geral.
Cidades de circulação: Mafra e Rio Negro, cidades sede, a primeira em Santa Catarina e a segunda no Paraná. Cidades limítrofes, divididas pelo rio Negro. Uma completa a outra. Impossível separá-las. Região, uma vez que trata-se de jornal regional: em Santa Catarina: Itaiópolis, Papanduva, Monte Castelo, Rio Negrinho, São Bento do Sul, Campo Alegre, Canoinhase Major Vieira. No Paraná: Campo do Tenente, Piên, Rio Negro e Lapa. OBS: Cidades de maior porte recebem o jornal atravé

DESTAQUES E RECONHECIMENTOS

Sendo o jornal mais tradicional local e regional e tendo como slogan a “credibilidade”, conta com grande prestígio perante os assinantes e público em geral. Em decorrência desse fato, são inúmeros os clientes que divulgam através dele seu empreendimento, produtos e marcas. Dia a dia surgem clientes novos e os mais antigos aprimoram sua publicidade. Mantém contratos com prefeituras, visando a divulgação dos atos oficiais e/ou institucionais. Recebe visitas constantes de autoridades do Paraná e Santa Catarina, visitantes de outras cidades, escolas, entidades públicas e privadas, com a finalidade de manter o relacionamento comercial e de amizade, bem como marcar eventos, fatos e acontecimentos.

Sede em Mafra - SC

52.912 habitantes

Região Norte

SDR de Mafra

O jornal circula também em: Florianópolis; Itaiópolis; Papanduva.



Outras cidades de circulação: No Paraná: Rio Negro/PR(785) Campo do Tenente/PR(80).

Abrangendo 98.859 habitantes

Edição: 3022

TABELA DE PREÇOS

Noticiário (cm/col)
1ª Página R$ 180,95
ALESC R$ 62,80
Varejo/Indústrias/Serviços e Indeterminado R$ 45,30
Publicações Legais e Matéria Legal - Classificados R$ 33,77
Governo Federal/Ministérios/Bancos Públicos e Matéria Legal Indeterminado R$ 45,30
Anúncios em policromia acrescer 35% (sob consulta)
Classificados (cm/col)
destacado R$ 22,00
Titulado R$ 17,60
Encartes (milheiro)
Lâmina R$ 396,00