Cabeço Negro - Apiúna/SC

DADOS CADASTRAIS

Razão Social: SEE Editoração de Jornais Ltda.

CNPJ: 13.910.223/0001-38

Endereço

Rua 20 60 Sala 01, Centro
Apiúna - SC - Brasil
89135-000

DADOS TÉCNICOS

Periodicidade: semanal

Tiragem: 1500

Fechamento: quarta-feira

Circulação: sexta-feira

Largura da mancha: 26,00 cm

Altura da mancha: 35,00 cm

Nº de Colunas: 6


HISTÓRICO E EVOLUÇÃO

O Jornal Cabeço Negro foi fundado em janeiro do ano 2000 com a intenção de divulgar a cultura apiunense e suas conquistas. Seu nome tem origem no nome Apiúna - nome de origem indígena (Botocuda) que tem por significado: cume de montanha arredondado em forma de cabeça (cabeço) e escuro (negro). Sua primeira edição circulou com 12 páginas no dia 21 de janeiro de 2000. Após cinco anos foi transformado em um jornal comercial de propriedade da See Editoração de Jornais Ltda - Me, e em janeiro de 2007 foi registrado junto ao cartório de registros da comarca de Ascurra, sendo o único veículo de comunicação impressa registrado pertencente a Apiúna. Em pouco tempo transformou-se em um ícone de veracidade em suas informações, um símbolo de credibilidade. O Cabeço Negro é um tablóide com circulação semanal possuidor da certificação do IVC - Instituto Verificador de Comunicação.

PÚBLICO ABRANGIDO

O jornal Cabeço Negro tem como público alvo jovens e adultos que buscam informações locais e regionais, das cidades de Apiúna, Ascurra e microrregião. São distribuídos gratuitamente 1.500 exemplares em mais de 30 pontos nos comércios e indústrias de Apiúna, Ascurra, Rodeio, possuindo ainda assinantes em Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau e Florianópolis. Destes, destaque para os 200 exemplares disponibilizados para os funcionários da Brandili (maior empresa de tecelagem da região com mais de 1.000 empregos diretos).

DESTAQUES E RECONHECIMENTOS

Desde 2007 o jornal Cabeço Negro vem sendo reconhecido em pesquisas privadas e públicas como o jornal local mais lido de Apiúna e região. Recebeu premiação de destaque da Hidrelétrica Salto Pilão e outras mais. O jornal Cabeço Negro destaca-se por seus vários colunistas (que abrangem assuntos desde esporte, psicologia, saúde, direito civil e trabalhista) e também por seus cadernos especiais (Natal, Mães, Páscoa, Mulher, Dia do Município, etc). Em formato tablóide com excelente impressão, o Cabeço Negro é hoje o veículo de comunicação formador de opinião da população apiunense e com auditagem de circulação do CCJ.

Sede em Apiúna - SC

9.600 habitantes

Região Vale do Itajaí

SDR de Ibirama

O veículo circula também em: Ascurra; Blumenau; Florianópolis; Itajaí; Rodeio.

Abrangendo 102.796 habitantes

Edição: 533

TABELA DE PREÇOS

Noticiário (cm/col)
1ª Página R$ 180,95
ALESC R$ 50,74
Varejo/Indústrias/Serviços e Indeterminado R$ 45,30
Publicações Legais e Matéria Legal - Classificados R$ 33,77
Governo Federal/Ministérios/Bancos Públicos e Matéria Legal Indeterminado R$ 45,30
Anúncios em policromia acrescer 35% (sob consulta)
Classificados (cm/col)
destacado R$ 22,00
Titulado R$ 17,60
Encartes (milheiro)
Lâmina R$ 396,00