Cabeço Negro - Apiúna/SC

DADOS CADASTRAIS

Razão Social: SEE Editoração de Jornais Ltda - ME

CNPJ: 13.910.223/0001-38

Endereço

Rua 100 78 fundos sala 02, Loteamento Dona Helena Morro
Apiúna - SC - Brasil
89135-000

DADOS TÉCNICOS

Periodicidade: semanal

Tiragem: 1500

Fechamento: terça-feira

Circulação: quinta-feira

Largura da mancha: 26,00 cm

Altura da mancha: 35,00 cm

Nº de Colunas: 6


HISTÓRICO E EVOLUÇÃO

O Jornal Cabeço Negro foi fundado em janeiro do ano 2000 com a intenção de divulgar a cultura apiunense e suas conquistas. Seu nome tem origem no nome Apiúna - nome de origem indígena (Botocuda) que tem por significado: cume de montanha arredondado em forma de cabeça (cabeço) e escuro (negro). Após cinco anos foi transformado em um jornal comercial de propriedade da See Editoração de Jornais Ltda - Me, e em janeiro de 2007 foi registrado junto ao cartório de registros da comarca de Ascurra, sendo o único veículo de comunicação impressa registrado pertencente a Apiúna. Em pouco tempo transformou-se em um ícone de veracidade em suas informações, um símbolo de credibilidade. O Cabeço Negro é um tablóide com circulação semanal possuidor da certificação do IVC - Instituto Verificador de Comunicação.

PÚBLICO ABRANGIDO

O jornal Cabeço Negro tem como público alvo jovens e adultos que buscam informações locais e regionais, das cidades de Apiúna, Ascurra e microrregião. São distribuídos gratuitamente 1.500 exemplares em mais de 30 pontos nos comércios e indústrias de Apiúna, Ascurra, Rodeio, possuindo ainda assinantes em Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau e Ibirama. Destes, destaque para os 500 exemplares disponibilizados para os funcionários da Brandili (maior empresa de tecelagem da região com mais de 1.000 empregos diretos) e os 150 da Rovitex de Ascurra (sucessora da Sul fabril).

DESTAQUES E RECONHECIMENTOS

Desde 2007 o jornal Cabeço Negro vem sendo reconhecido em pesquisas privadas e públicas como o jornal local mais lido de Apiúna e região. Recebeu premiação de destaque da Hidrelétrica Salto Pilão e outras mais. O jornal Cabeço Negro destaca-se por seus vários colunistas (que abrangem assuntos desde esporte, psicologia, saúde, direito civil e trabalhista) e também por seus cadernos especiais (Natal, Mães, Páscoa, Mulher, Dia do Município, etc). Em formato tablóide com excelente impressão, o Cabeço Negro é hoje o veículo de comunicação formador de opinião de mais de 40% da população apiunense e o único da região com auditagem de circulação do IVC.

Sede em Apiúna - SC

9.600 habitantes

Região Vale do Itajaí

SDR de Ibirama

O jornal circula também em: Ascurra; Balneário Camboriú; Itajaí; Rodeio.

Abrangendo 40.580 habitantes

Edição: 328

TABELA DE PREÇOS

Noticiário (cm/col)
1ª Página R$ 169,62
ALESC R$ 39,20
Varejo/Indústrias/Serviços e Indeterminado R$ 35,00
Publicações Legais e Matéria Legal - Classificados R$ 26,84
Governo Federal/Ministérios/Bancos Públicos e Matéria Legal Indeterminado R$ 38,50
Anúncios em policromia acrescer 35% (sob consulta)
Classificados (cm/col)
destacado R$ 17,60
Titulado R$ 13,20
Encartes (milheiro)
Lâmina R$ 396,00